sexta-feira, 24 de abril de 2009

Repúdio ao plágio (2)

Tirem suas conclusões:


Este é o plágio do meu texto O PRAZER DA ESPERA (Eu e minhas palavras).


Postado no dia 12 de Novembro de 2007.

6 comentários:

betty disse...

Brunno,

O plágio tem sido provado de forma cabal por você.
Só não enxerga quem tem culpa no cartório, ou algum interesse escuso.

beijinho

acqua disse...

Nunca tinha visto ao seu blog, vim porque recebi informações de plágio. E fiquei meio sem graça de saber que eu li o texto em questão e cheguei a comentar no blog da pessoal mencionada. Lamento muito, mas sempre digo que quem comete o plágio não tem mais o que fazer porque a escrita é algo tão pessoal, a motivação, as sensações por trás da escrita. Isso tudo é seu e não da pessoa que copiou o texto e mais, ela nunca será você. Então plagiar é algo falho, tolo e sem propósito. Estranho alguém sentir-se bem fazendo isso...
Abraços meus

Luci Lacey disse...

Brunno

So nao ve que nao quer.

Beijinhos

tita coelho disse...

Bruno,
Vim aqui pq conheço a Grace, Betty, Luci, Meire, etc... Tô chocada! Não sabia ainda dessa situação.
É muita falta de vergonha na cara isso... E u achava que essa moça era original!
Abraços

maristela disse...

Brunno. Contra as provas nao há argumento. Nem de advogado, nem de leigo, nem de admirador que não se conforma que seu mito tinha pés de barro. Por favor: publique todos os plágios, com as datas. Quem tem olhos de olhar, que veja. Quem não quer ver, que fique na escuridão da má fé e da ignorância. abraço

Odele Souza disse...

Brunno,

Foi importante você publicar este post da forma que fez,provando o plágio. Quando se fala a verdade, não há o que temer. Já quem mente...
Um abraço.