sábado, 27 de agosto de 2011

Laços

28.08.2011


Presente que ganhei da Maria Clara, dona do A minha pessoa ... Uma forte amizade (de laço e presilha) que se evidencia com o passar do tempo, dos fatos, dos atos e dos 'etc' ...




“Palhaço, artista
Malabarista
Incista e incista… Mas pra ela,
Fica complicado saber:
Quando o riso é mentira, máscara do ator?
Quando o jogo não mais existe?
Quando o choro é poesia?
Ela acha que é quando o mundo gira
E se passa o dia
E você permanece
Canto absurdo das horas
Alento das palavras duras
Inquilinamente, laçado a mim”



...
Agradecer fica fácil, é como sorrir.



Um comentário:

Ana Andreolli disse...

ai quanta frase linda num post só =)