terça-feira, 23 de outubro de 2012

Timidez

Vivemos sempre os extremos da vida. Aprendemos a ver o mundo pela dicotomia. O que está bom para mim pode não estar para o outro, mas nenhum ponto de vista deixa de ser considerável. Ações são sempre mais importantes que palavras, mas o avesso disso também tem seu poder.

Equilíbrio ou meio termo nem sempre tem seu espaço. Alguns se desnudam no olhar, no toque, ou mesmo no difícil ato de admitir que não consegue. Ali, na hora. Entendimento é renovo!

Mas para o Poeta, a verdadeira nudez está na espontaneidade das suas palavras... Quando elas dizem o que tem que ser dito, o rosto cora e olhar foge ... Essa é a sua timidez!

Nenhum comentário: