terça-feira, 5 de julho de 2016

TAL

tal qual sexo
a poesia
não precisa
só de pênis
e boceta
para que alguém
goze
e se satisfaça dela.
vai da boa
mão
ou da boa língua.
É mais necessidade
do que precisão.

Nenhum comentário: