sábado, 6 de outubro de 2012

Trecho




"Não soube compreender coisa alguma! Devia tê-lo julgado pelos atos, não pelas palavras. Ela me perfumava, me iluminava ... Não devia jamais ter fugido. Deveria ter-lhe adivinhado a ternura sob os seus pobres ardis. São tão contraditórias as flores ! Mas eu era jovem demais para saber amar."


[O Pequeno Princípe]

Nenhum comentário: