terça-feira, 1 de dezembro de 2015

SÓ OLHANDO

Já parou para pensar que quando a gente vai fazer compras uma das frases que mais falamos é ‘’tô só olhando’’. E essa deve ser a frase que os vendedores mais ouvem também.


Na maioria das vezes a gente está só olhando mesmo, sem pretensão alguma de comprar. Às vezes estamos apenas pesquisando, o que é extremamente importante, ainda mais em tempos de crise.


Talvez você tenha algum amigo que só aparece quando o barzinho não cobra couvert. E talvez até você ache desnecessário, afinal, é só alguém tocando uma música. Para quê pagar por isso? Mas já parou para pensar em como é bom estar em um ambiente com música ao fundo para deixar ainda melhor o seu tempo com os amigos?


Quanto você pagou pela discografia daquele cantor que você gosta? Quanto custou aquele livro que marcou a sua vida? Qual o preço do ingresso de uma peça de teatro que te emocionou? Quantas verdinhas por aquela linda pintura na parede da sala? Ou quanto você já gastou para estar no show da sua banda preferida?


Por que temos essa mania de apenas observar a arte? Por que não investimos nela? Entende-la como um Bem de consumo? Uma necessidade pela qual vale a pena pagar?


Mais ainda, por que não investir na pessoa que a produz? Quando compramos o produto cultural de um artista estamos gerando a possibilidade de que ele viva da sua arte, a produza mais e com qualidade, e esse é o sonho de todo artista. Além de ser uma forma de contribuir para um mundo mais belo e menos alienado.


Parece slogan de cartão de crédito, mas muitas coisas na vida não têm preço. Tem valor! Preço é o quanto você investe em dinheiro. Valor é o quanto você recebe em significado. O preço é calculável. O valor é inestimável e atemporal. Faça as contas!


---

Nenhum comentário: