sábado, 19 de março de 2011

laíco?

Comentário deixado no A moça do sonho.

Acho que no momento em que avaliamos a necessidade de uma determinada religião a partir da conduta do seus seguidores, qualquer segmento religioso perde seu respaldo.

Por exemplo, eu sou cristão, mas a maioria das pessoas espera que eu afirme isso por meio dos meus atos, porém, no caso especifico dos ensinos de Cristo, o ponto de vista é outro: o fazer ou deixar de fazer não implica necessariamente em ser ou não cristão, pois isso é muito subjetivo. Cristianismo é de dentro pra fora. O princípio de análise deve ser sempre os valores pessoais e coletivos paralelos ao determinado ensino religioso.

Quanto a fé... acredito que ela deve ter uma base, um foco, uma origem. Fé apenas como um elemento intuitivo do ser humano, eu denomino pensamento positivo ou postura afirmativa, algo por ai...

Nenhum comentário: